Archive for the ‘ubuntu’ Category

Plugins para PidGin

O mensageiro PidGin, antigo Gaim, é um dos mensageiros instantâneos multiplataforma mais completos, no entanto, é possível melhorá-lo ainda mais adicionando alguns plugins.

Por padrão, a instalação vem com muitos plugins instalados, contudo, não há nenhum bom para notificação de status dos contatos.

Irei abordar a instalação do plugin Guifications no Debian Etch. Como não há o pacote disponível nos repositórios, iremos instalar fazendo a compilação do código-fonte, que deve ser baixando aqui.

Antes de começar, é necessário instalar o módulo dev do Pidgin, que está no repositório Backports.
Caso não tenha o repositório habilitado, veja instruções de como habilitá-lo aqui ou aqui.

Instalando o pidgin-dev
apt-get install pidgin-dev

Após instalado o módulo, vamos ao Guifications, execute os comandos:

tar xvfz pidgin-guifications-2.16.tar.gz
cd pidgin-guifications-2.16
./configure
make
make install

Após executar os comandos, vá em Ferramentas > Plugins, você verá o plugin Guifications, marque o checkbox para ativá-lo, em seguida, clique Configurar plugin.

Plugins do PidGin

Na aba Geral, configure como quiser ou deixe tudo como está, na aba Notificações, configure quais notificações quer receber, no meu caso, de um maníaco, deixei todas marcadas.

Guificações

Agora irá aparecer uma notificação no canto inferior esquerdo da tela para as opções do contato selecionou.

Janela

Outro plugin interessante é o MusicTracker, que exibe a música tocando na janela da conversa, conforme exibido na imagem abaixo

Conversa com música

Para instalação do Music Tracker, há um ótimo tutorial no Guia do Hardware.

Após a instalação, meu PidGin fica muito melhor, ideal para falar a verdade =)

Anúncios

Adeus Ubuntu. Bem vindo de volta, Debian

Após um longo tempo usando o Ubuntu, resolvi retornar para o Debian. O Ubuntu é sensacional, mas infelizmente, eu estava encontrando alguns pequenos problemas e os travamentos no dia-a-dia estavam cada vez mais constantes, o que acabou me encorajando a voltar para o bom e velho Debian. Na verdade, acho que o grande problema é a importância que eu dou para a estabilidade, coisa que o Debian é monstruosamente superior. Como mudança também, agora prefiro instalar o programa do código-fonte ou usar o apt-build do que usar o apt-get. Alguns podem achar que é extremismo, mas o desempenho é realmente bem maior.
Sobre o Ubuntu, deixei uma partição separada, quem sabe com o Hardy Heron, que será uma versão LTS, eu retorne?

Lançado Ubuntu 7.10

Agora sim! Para anunciar vou usar uma tirinha que o Karlisson fez sobre. Note o detalhe sobre os CD’s que são enviados via ShipIt.

nerdson52.png

Relacionados:

* 21/12/06 – Logos Ubuntu Divertidos
* 19/12/06 – Ubuntu Linux – Uma pérola

Ubuntu 7.10 “quase” disponível via ShipIt

A versão “Gutsy Gibbon” cujo beta já pode ser baixado, está “quase” disponível via ShipIt. Ao visitar o site, há a opção de requisitar o cd, mas ao escolhê-la, é exibida a mensagem “ShipIt is currently closed while we prepare for the Ubuntu 7.10 (Gutsy Gibbon) release. We’ll be back in a few days.”. Apesar de já estar usando a versão beta, estou ansioso pelo belo CD original pela versão final =)

Fonte: VivaLinux!

Powered by ScribeFire.

Distribuições Linux como Animes

Trabalho muito interessante o de Juzo Kun. As principais distribuições GNU\Linux representadas em personagens de Animes
Fonte: http://www.fsckin.com/2007/10/02/amazing-anime-style-caricatures-of-linux-
distribution-mascots/

Distribuições Linux como Animes

Controle de acesso com Squid e Dansguardian

Estou disponibilizando um tutorial baseado nos passos que realizo, para quem quiser realizar controle de acesso na sua casa.

Essa é uma ação necessária para realizar um filtro quando se possui crianças ou irmãos pentelhos em casa ou quando se quer realizar realmente um controle sobre o conteúdo acessado.
O controle será realizado com o Squid, e o Dansguardian.
A configuração pode ser realizada no servidor proxy de acesso, caso tenha um, ou no próprio Desktop.

Os passos são:

1 – Instalação do o Squid:

sudo install squid

2- Edite o arquivo de configuração do Squid:
sudo gedit /etc/squid/squid.conf

Deixe o conteúdo como descrito abaixo:

http_port 3128
visible_hostname NOME DO SEU PC

acl all src 0.0.0.0/0.0.0.0
acl manager proto cache_object
acl localhost src 127.0.0.1/255.255.255.255
acl SSL_ports port 443 563
acl Safe_ports port 80 # http
acl Safe_ports port 21 # ftp
acl Safe_ports port 443 563 # https, snews
acl Safe_ports port 70 # gopher
acl Safe_ports port 210 # wais
acl Safe_ports port 1025-65535 # unregistered ports
acl Safe_ports port 280 # http-mgmt
acl Safe_ports port 488 # gss-http
acl Safe_ports port 591 # filemaker
acl Safe_ports port 777 # multiling http
acl Safe_ports port 901 # SWAT
acl purge method PURGE
acl CONNECT method CONNECT

http_access allow manager localhost
http_access deny manager
http_access allow purge localhost
http_access deny purge
http_access deny !Safe_ports
http_access deny CONNECT !SSL_ports

acl redelocal src 192.168.1.0/24 #Aqui coloque de acordo com o seu IP e rede.
http_access allow localhost
http_access allow redelocal

http_access deny all

Passo 3 – Instalando o Dansguardian

sudo apt-get install dansguardian

Passo 4 – Configurando o Dansguardian

sudo gedit /etc/dansguardian/dansguardian.conf

Acrescente um # antes da palavra UNCONFIGURED na sétima linha aproximadamente.

Procure por “language =” e modifique o valor entre aspas para portuguese

Passo 5 – Reiniciando os serviços
sudo /etc/init.d/squid restart
sudo /etc/init.d/dansguardian restart

Pronto! O Dansguardian está funcionando e estará também configurado em toda inicialização do sistema.

Passo 6 – Configurando o Firefox ou criando um proxy transparente

Vá no menu Editar > Preferências > Geral > Configurar Conexão. Selecione “Configuração Manual do Proxy” e utilize os valores 127.0.0.1 e porta 8080.

Para configurar um proxy transparente, para que nenhum rebelde altere as configurações siga os passos aqui

Para criar uma política de acesso, é necessário ler e incrementar os arquivos de configuração. Dê uma olhada no diretório /etc/dansguardian/. Lá se encontram os arquivos necessários. Você verá que cada um deles possui um nome bem sugestivo. Basta abrir, editar e salvar. Há um tutorial muito bom sobre Dansguardian no Guia do Hardware, que se encontra aqui.
Caso também precise de um bom para o Squid, leia este aqui, também do Guia do Hardware.
Caso tenha outras dificuldades, comente o artigo que tentarei ajudar, ou então pergunte ao oráculo.

O Linux e seus bons garotos

Quem pensa que os usuários e programadores de Linux são todos bons garotos estão completamente enganados. Há um site que contém um gráfico mostrando a quantidade de palavrões encontrados no código fonte do kernel e também um outro que mostra diversos modos de fazer com que os programas retornem mensagens “engraçadas” como as conhecidas frases do aptitude e sudo que informam sobre os poderes de “Super Vaca” =P

Nunca viu nada disso? digite num terminal baseado em Debian

apt-get moo

Depois vá digitando adicionando “-v”, tal como o exemplo
aptitude -v moo
aptitude -v -v moo

Para cada vez que você digitar, ele retornará uma resposta =)

Fontes:
http://www.vidarholen.net/contents/wordcount/
http://www.eeggs.com/tree/1134.html
http://durak.org/sean/pubs/kfc/

Djavan no Top 10 do Bugzilla ?

Visitando a lista semanal de Top 10 do Bugzilla, eis que me deparo com a seguinte imagem

Meu nome no sétimo lugar do Top 10 patch contributors? Queria então fazer como o Vladmir Melo, repetindo suas palavras “Gostaria de, orgulhosamente, dizer que estive, por instantes memoráveis, entre os top 10 colaboradores de patches no Bugzilla.

Linux no Universo Marvel

Apareceu no número 4 da revista Mighty Avengers.

Isso mostra o quanto os escritores e desenhistas de quadrinhos são antenados no mundo da tecnologia. O desenho se não me engano é do Frank Cho

Cientistas do Universo Marvel – Must be a super-users =)
Via: UbuntuDaily

Linha do tempo das distribuições Linux – Parte II

O projeto de linha do tempo das distribuições Linux que parecia ser brincadeira no início assumiu de verdade o missão de catalogação. São mostradas as derivações e “tempo de vida” de cada versão. A lista conta com 179 distribuições, dentre elas está o Brazuca Kurumin =)


Site oficial: http://futurist.se/gldt/